Wada rebate acusações de manipulação contra italiano

Wada rebate acusações de manipulação contra italiano


ROMA, 19 FEV (ANSA) – A Agência Mundial Antidoping (Wada) informou nesta sexta-feira (19) estar “horrorizada” com a sentença do Tribunal de Bolzano, na Itália, sobre o caso de doping contra o campeão olímpico de marcha atlética Alex Schwazer.   

Em suas redes sociais, a Wada criticou as acusações do tribunal italiano, que revelou que as amostras de urina de Schwazer coletadas em 2016 foram alteradas para os resultados darem positivo e prejudicar o atleta. A entidade também ameaçou entrar com uma ação judicial.   

“Notamos com grande preocupação os comentários feitos por um juiz do Tribunal de Bolzano na decisão sobre o processo penal contra o marchador Schwazer. Ficamos horrorizados com as inúmeras acusações imprudentes e infundadas”, explicou a Wada.   

A Wada afirmou que “forneceu provas contundentes, corroboradas por especialistas independentes”. A agência ainda declarou que o magistrado rejeitou as provas “em favor de teorias desprovidas de substância”, além de avaliar suas opções, “incluindo medidas judiciais que podem ser tomadas”.   

Em entrevista à ANSA, o nadador italiano Filippo Magnini afirmou que “está feliz” pela reviravolta no caso de Schwazer. O atleta também lamentou que os “danos à imagem” do marchador sejam “irreparáveis”.   

“Como sempre afirmei, as sentenças não são comentadas e sim respeitadas. Devo dizer que o Coni sempre acompanhou essa história com discrição e seriedade e continuará fazendo isso, acompanhando e avaliando possíveis desdobramentos . A minha solidariedade pessoal e proximidade ao Schwazer”, disse o presidente do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), Giovanni Malagò.   

O ex-primeiro-ministro da Itália Matteo Renzi questionou nas redes sociais se “algúem pagará por destruir a vida e a carreira” de Schwazer. O político ainda desejou “boa sorte” ao italiano nos Jogos Olímpicos de Tóquio.   

Schwazer testou positivo para anabolizantes em um exame realizado em 2016, quando ainda se preparava para voltar de um gancho de três anos e nove meses por doping. Na oportunidade, ele foi punido do esporte por oito anos. (ANSA).   

Veja também

+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?



Add a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *